Carrinho de Compras

O carrinho ainda está vazio

Assembleia Geral Ordinária

 

Assembleia Geral Ordinária

Convocatória

Na sequência da Convocatória datada de 11 de Março de 2020, cumprido que foi o prazo estatutário e por força do Estado de Emergência Nacional e de contingência, resultante do Coronavírus (Covid-19), foi desconvocada a Assembleia Geral Ordinária de 31 de Março de 2020.

Na observação das regras de desconfinamento e condições regulamentadas pelos Organismos Oficiais, e ao abrigo do Artigo 23-b dos nossos estatutos convoco todos os associados efetivos no pleno uso dos seus direitos sociais para a realização daAssembleia Geral Ordinária para o dia 30 de Junho de 2020 a qual terá lugar pelas 21 horas no Solar Condes de Resende, ou reunindo meia hora depois ao abrigo do Artº. 26º - 1, com a seguinte:

Ordem de Trabalhos

1. Leitura e ratificação da ata da reunião anterior.

2. Apreciação, discussão e votação do balanço e das conclusões do relatório anual da gerência e do parecer do Conselho Fiscal relativos ao ano de 2019.

3. Proclamação como:

Ler mais...

J. Rentes de Carvalho faz 90 anos

15 de Maio de 2020

No dia em que o escritor J. Rentes de Carvalho faz 90 anos

Ler mais...

O Solar vai a casa 2...

TEMPOS DE EPIDEMIASA EVOLUÇÃO DOS HOSPITAIS EM GAIA.

Hospital da Misericórdia de Gaia, Jornal de Notícias,24 de Abril de 1935

O tempo presente pode servir para inquirir a História e refletir sobre ela. Gaia tem hoje um Centro Hospitalar de excelência, mas tal remonta só a 1977. A referência mais antiga aqui a um hospital é de 1486 e por causa de um surto epidémico. Situava-se junto da capela de S. Nicolaínho no Monte da Meijoeira (depois Hospício do Sr. d' Além na Serra do Pilar). E vagas notícias sobre uma albergaria/hospital nos baixos da Capela da Senhora da Piedade da Areia. Outros nos Mosteiros de Grijó e de Pedroso.

Ler mais...

O Solar vai a casa 3...

RELER OS ESCRITORES QUE FALAM DE NÓS. 

Ler mais...

O Solar vai a casa 1...

EPIDEMIAS DOUTROS TEMPOS: OS SANTOS PROTETORES

Dificilmente o cidadão atual nos países ocidentalizados imagina viver sem hospitais, assistência médica, medicamentos. Mas noutros tempos não era assim: as epidemias sucediam-se, a Medicina pouca e empírica, os fármacos raros. Em busca da esperança de cura os crentes cristãos apegavam-se aos santos protetores e, no caso das pestes, a dois deles: S. Sebastião, soldado romano martirizado com setas no século IV, em 680 invocado em Roma para salvar a cidade de uma epidemia e a partir daí onde elas apareciam. O seu culto generalizou-se. 

Ler mais...

Loja Online

15,00 € cada
13,00 € cada
10,00 € cada
3,00 € cada
20,00 € cada